sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Toma lá um fax...

Na gala de Natal dos batráquios, o brunalgas apareceu bem disposto. Pela satisfação estampada no focinho percebeu-se que estava a pensar escarrar alguém ou que acabara de mandar um fax enquanto pensava no teor do discurso. Depois da Ana aí está o bruno, o maremoto de merda...

"Bem sabemos que há clubes que estão dez anos à nossa frente. E isso tem ficado evidente, pois enquanto ainda nós trabalhávamos com fax, já eles tinham montado um esquema de emails". Decerto que por excesso de trampa, o brunalgas voltou a falhar no fax e nas contas. Não são dez os anos de atraso do Benfica. São pelo menos 15 os que já leva de seca. Em 2002, no ultimo titulo dos sapos, já muita gente usava o e-mail. No mundo da sapolândia é que ainda se usavam tambores. Era dessa maneira que Mário Jardel comunicava com os xistras da altura, que lhe ofereceram, só a ele, 15 golos da marca de grande penalidade. E também foi assim, ao som do batuque, que o brasileiro conseguiu, sempre, escapar ao controle antidoping!

Portugal era um país bem diferente. Só para se ter uma ideia; o escudo dava lugar ao euro, 70% médicos ainda não lavavam as mãos e a gravação dos festejos dos sapos foi feita inteiramente em VHS. O brunalgas lutava com os mustafás da claque legalizada dos sapos pela posse de dez gramas de pó, cagava nos e-mails e nos faxes e ainda não tinha começado a falir empresas. Beto quase que assinou (foi por um triz) pelo Real Madrid outra vez e o William Carvalho já não podia sair à rua por causa do assédio do Arsenal, dos chineses e do Barça. A primeira dama dos sapos ainda era homem, rebentou o caso Casa Pia, George W. Bush era o Trump da altura e o 11 de Setembro, e a queda do World Trade Center, cumpriam o primeiro aniversário de mentiras e patranhas...

Foi em 2002 que o Durão Barroso começou por fazer uma perninha no governo de Portugal antes partir à desfilada para Bruxelas, deixando-nos nas garras do ciclone Santana. Paulo Bento ainda tinha risco ao meio, Pedro Barbosa tinha cabelo, João Vieira Pinto era a mãe do Jardel, Quaresma um bocadinho menos burro e o Sá Pinto já não se lembrava de bater em Artur Jorge. Faltavam 3 anos para o Paíto fazer uma cueca ao Luisão, no dia em que se tornou num dos maiores ídolos dos batráquios, e Jorge lagarto (com a idade de Rui Vitória) era o treinador do Estrela da Amadora, longe de imaginar que um dia iria abichar 9 milhões de euros por época sem ganhar a ponta de um corno, nos sapos. 

O Benfica foi eliminado da Taça de Portugal pelo Gondomar e António Simões era o director desportivo (2002/03-2003/04) responsável por um plantel que tinha craques como Cristiano, Alex, Roger, Zaovic, Andersson, Ricardo Rocha, Sokota, Ednilson Kandaurov, João Manuel Pinto, Caneira, Ricardo Esteves, Geraldo, Diogo Luís, Fernando Aguiar, Andrade, Porfírio, Jorge Ribeiro, Rui Baião, Pepa, Mawete Junior, Sábri, Cabral, Júlio César, Drulovic, Carlitos, jankauskas...Tinha um olho especial para contratar guarda-redes; Zach Thornton e Bossio - e no lugar do Pedro Guerra, como defesa direito; apostou tudo em Pesaresi e Armando Sá. Diz que ninguém passava por eles. Não me lembro se o António já tinha metido o Benfica em tribunal mas sei que era um gajo às direitas. Não é como o Pedro Guerra, que, além de gordo, não mete processos ao Benfica e parece que só contrata flops.

Moreno: «Este penalti só se marca a três equipas em Portugal». Gentinha cobarde, cobarde, cobarde. Virou moda entre os lesados da fruta e do cuspe. Borrados de medo não são capazes de se defender dos roubos de que são vitimas sem meter o Benfica ao barulho.

Dos jornais - Pinto da Costa quer que o futebol volte a ser “decidido dentro do campo”
Será desta que o velho corrupto vai devolver os títulos conquistados durante mais de trinta anos de roubos?

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Há derrotas que são como pão.

Percebes que as coisas não estão fáceis quando após uma derrota, que tem tanto de injusta como de previsível, mudas de canal para a BTV e ouves os nossos comentadores atarantados, titubeantes e sem saber o que dizer para justificar o óbvio. Perdemos um jogo de futebol onde fomos superiores em todos os capítulos do jogo...menos nos golos sofridos; três erros resultaram em outras tantas ofertas...e o adversário não perdoou. Acontece a todas as equipas. Tudo o que podia correr mal naquele jogo, correu. Os erros individuais, o penalti de Jonas que o guarda-redes defendeu ilegalmente (dois metros adiantado do risco de golo) e a lesão de Luisão que deixou o Benfica a jogar com 10 no prolongamento. Aquela gente, bem intencionada mas inacreditavelmente descrente, dava ali, em directo, uma demonstração de como as televisões são capazes de nos mostrar um jogo completamente diferente.

Eu não vi nada do que aqueles senhores estavam ali a comentar! Nas outras TVs não me afecta, até porque me recuso a ouvir disparates. Na nossa TV, confesso, esperava um pouco mais dos nossos consócios. Umas vezes ganhamos outras perdemos. E só temos de o saber aceitar! Fazer de um mau resultado um drama parece-me a primeira coisa que a BTV devia evitar. Parecia um enterro em directo! Tristes sim, desiludidos também, ninguém mais do que eu. Funerais antecipados, my ass.

Paulo Fonseca preferiu mascarar-se de Zorro. Guardiola - na ressaca da derrota com o Shakhtar Donetsk - afirmou; "senti que precisávamos de perder, pelos jogadores e pelo clube"! Um banho de humildade, por supuesto. Eu não diria tanto, porque sofro as derrotas do Benfica como poucos, mas, que há muitos adeptos a precisar de um banho de humildade, disso não tenho duvidas nenhumas. Estes resultados, então, são como pão. Se pensavam que iam ganhar tudo a eito - por quinze a zero - que menos que uma goleada não dá para gozar o parceiro do lado, já deve ter dado para perceber que as coisas não são bem assim. Para ganharem sempre, e por quinze a zero, vão ter de mudar de clube.

Esqueçam. Assobiar a equipa, insultar o Luisão e o Rui Vitória ou mandar o Presidente para o caralho não vos vai trazer vitórias nenhumas. O melhor é mudarem-se, de armas e bagagens, para o outro lado da segunda circular. Lá, conseguirão ganhar quatro títulos de campeão nacional em menos tempo do que o brunalgas demorou a escarrar na face do presidente do Arouca. Se quiserem subir mais a norte, já sabem; Taças de Portugal caem em Contumil como dióspiros maduros. E com um bocadinho de sorte, se optarem pelos sapos, podem voltar a cuspir em jorge lagarto, como fizeram na final da Taça de Portugal que o Guimarães (de Rui Vitória) ganhou ao Benfica.

Só para relembrar o currículo de jorge lagarto no Benfica e para sossegar o pito às suas viúvas inconsolaveis; 6 anos - uma vitória.

1009/10 - 4ª eliminatória, Benfica 0-1, em casa com o Guimarães de Paulo Sérgio.
2010/11 - Meia final, outra vez em casa, eliminados pelo clube da fruta (1-3) depois de ganhar najantas por 2-0!
2011/12 - borda fora nos 1/8 de final - 1-2 contra o Marítimo de Pedro Martins.
2012/13 - derrota, na final, com o Guimarães de Rui Vitória. 1-2 depois de estar a ganhar por 1-0.
2013/14 - Vitória por 1-0 na final do Jamor frente ao Rio Ave de Nuno Espírito Santo.
2014/15 - 1-2 nos oitavos de final, eliminados em casa pelo Braga de Sérgio Conceição.

Rui Vitória...3 anos - uma vitória.
1015/16 - eliminados no alvalixo, 2-1, após prolongamento.
2016/17 - vitória por 2-1 na final no Jamor, frente ao Guimarães.
1017/18  - derrota, no prolongamento, em Vila de Conde, por 3-2.

Um pouco mais de história para os assanhados que imaginam que ganhar Taças de Portugal é mesmo que limpar o cu a meninos...

O Benfica tem no ''Cosme Damião'' 26 Taças de Portugal, em 112 anos de história. A mim, e à primeira vista, parece-me um numero fantástico! Não há no mundo (no mundo real) muitos clubes que possam orgulhar-se do mesmo. Os compadres da fruta e do cuspe, por exemplo, ganharam menos 10 que o Benfica.

Quando, em 2014, jorge lagarto levantou a Taça de Portugal, o Benfica já não conquistava o troféu desde 2004. Em 1996 e 1993, derrotou lagartos e Boavista por 3-1-e-5-2, respectivamente. E para recordarmos outra festa vermelha no Jamor temos de recuar até 1987, onde o actual Tetracampeão Nacional voltou a derrotar os batráquios do alvalixo por 2-1. Seis Taças de Portugal nos últimos 30 anos!
Com tanta gentinha a dizer que este não é o Benfica deles eu fico extremamente feliz por ficar com um bocadinho de cada um só para mim! Ganhem mas é juízo e vão insultar o caralhinho.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Alegadamente uns montes de merda...

Como se percebe, os e-mails roubados ao Benfica, Paulo Gonçalves e a Pedro Guerra, estão na posse dos compadres da fruta e do cuspe desde há meses. Neles, os dois clubes de merda, por mais que procurassem, não conseguiram encontrar nenhum dirigente do Benfica a comprar árbitros ou a pagar “despesas de restaurante” às deusas do presidente da federação (à data vice presidente do clube da fruta). Ninguém leu que o Luís Filipe Vieira usava a sua casa para dar aconselhamento matrimonial aos árbitros que iam apitar o Benfica um ou dois dias depois. Nenhum vice presidente do Benfica foi caçado a depositar 2 mil euros na conta de um árbitro, nem foi apanhado a pedir este ou aquele apitador para o Benfica ganhar. Nada. Por outro lado, ninguém descobriu que a mãe do jogador Alex Fontelas é assistente do querido rolha, presidente da Liga, ninguém leu nos e-mails que o jovem Fontelas não pode ser poeta porque o sonho dele é ver o estádio dos sapos a arder e ninguém foi capaz de descobrir que o pai do pequeno lagarto pirómano é "apenas" o nomeador dos árbitros. Bandido do Pedro Guerra, pá.

Ao perceberem que não existia nada que pudesse comprometer judicialmente o Benfica os dois reles compadres tiveram oportunidade de usar abusivamente, em proveito próprio, o conhecimento dos negócios secretos do Tetracampeão Nacional. Dados de acesso e passwords de dezenas de funcionários do Benfica, incluindo o presidente do Clube e da SAD, Luís Filipe Vieira, mensagens internas, relatórios de actividades do ‘scouting’ e instruções para comunicação, dados pessoais, como recibos de ordenado, contratos de jogadores, transacções, negociações, acordos em transito com os parceiros internacionais e tudo o mais que uma grande empresa como o Benfica trata confidencialmente, por e-mail! Presumo que a troca de correspondência entre o Tetracampeão Nacional e a NOS, por exemplo, lhes deu, neste como noutros negócios, as armas que precisavam para andarem um passo à frente do Benfica. (O juiz - adepto do foculporto que indeferiu a providencia cautelar do Benfica - acha que não, que isto não é concorrência desleal.)

Ao perceber a grandeza dos projectos (actuais e futuros) e a sua marcha acelerada, entendeu a santa aliança que apenas sujando o bom nome do Benfica na praça publica podiam evitar ficar ainda mais para trás. E é com o beneplácito das autoridades (judiciais e federativas) e a cumplicidade da merdia nacional - eles próprios em pânico com a total hegemonia do Benfica (não interessa a nenhum jornaleco o declínio da santa aliança) - que os ignóbeis ataques ao maior clube português entram agora na fase do desespero total, com o descarregar na internet dos e-mails, estando desde Domingo ao alcance de qualquer rato de esgoto esmiuçar impunemente a vida intima e profissional de vários cidadãos portugueses!

O brunalgas já deles se aproveitou para lançar mais uma bomba estúpida e sem sentido. Pendurou um cachecol do Benfica na porta do prédio dos sogros, tirou-lhe uma foto e partiu desembestado como se lhe tivessem enfiado uma bomba no cu!
Pedro Guerra, como Paulo Gonçalves e Luís Filipe Vieira (e muitos outros), estão a ser vitimas de terrorismo mediático, inaceitável num estado de direito. Pode-se gostar mais ou menos de uma pessoa. O que não se pode é achincalhá-las publicamente afirmando estar a prestar serviço publico. Cabe agora à merda dos jornais e da merda de televisões que temos, fazer download dos alegados e-mails, divulgar alguns dos alegados conteúdos, dar relevo às alegadas amantes e aos bolinhos que alegadamente desapareceram da secretária do Guerra, e discuti-los acintosamente como se fosse um golo marcado em alegado fora-de-jogo, alegadamente não assinalado à alegada piroca do Sálvio. Uns grandes montes de merda, alegadamente.

Quatro anos de jogos na BTV e o correspondente Tetracampeonato, selecções jovens carregadas de jogadores made in Seixal, a Rádio Benfica (adeus aos benfiquistas a ouvir relatos na TSF, RR, ANT1, etc...), a publicidade que não chega para todos, os bancos que não emprestam mais dinheiro, incumprimento do fair play financeiro, pagamentos dos calotes à Doeyn, as contas marteladas, as VMOCS, os milhões adiantados por conta dos contratos televisivos que ainda não estão em vigor, problemas de tesouraria, salários em atraso...o apocalipse. Aqui sim, alegadamente, o verdadeiro apocalipse pode estar a chegar...

Um dia, quem sabe, o conteúdo dos computadores roubados na federação a Fernando Gomes e à sua assistente, pode cair na internet e ser descarregado a partir de um qualquer domínio na Nova Zelândia ou na Nova Guiné. Nele, quem sabe, podem estar envolvidas alegadas personalidades da vida portuguesa, quiçá do foculporto e do compadre do cuspe, do Benfica, dos Orgãos jurisdicionais, da politica, dos jornais, das TVS...ia ser o bom e bonito, não ia? Ver todas essa putas reles ofendidas com a alegada violação da privacidade.

A liga do rolha; O Gil Vicente, de acordo com o Belenenses (!!!!) sobe automaticamente à Liga em 2019/20
Se for por troca com os lagartos parece-me bem. Que a justiça funcione, ao menos uma vez na vida. Vai para 4 anos que Paulo Cristóvão, vice presidente dos sapos, foi apanhado a depositar 2000 euros na conta de um árbitro e não há meio de a justiça funcionar como deve.

Os jogos do Benfica, na Luz, a contar para o Campeonato, continuarão a ser transmitidos pela BTV na próxima temporada, 2018/2019.
A Rádio Benfica ou Benfica FM, será uma realidade em 2018. Ou como o Hexa já está a ser trabalhado perspectivando a difícil sucessão do Penta...Ah, e o Benfica vai ter futebol feminino na próxima temporada....

Para desenjoar de onojo & Comp.Lda (parte II)...

Agora que a comunicação social e os interesses comerciais (Adidas/Nike) dos clubes mais poderosos, como o Real Madrid, conseguem vender tudo o que querem, está na moda dizer-se que o fulano de tal é o melhor futebolista de todos os tempos só porque tem a suportá-lo as máquinas de propaganda mais poderosas do Mundo. Eu não gosto de modas. Não gosto de propagandas bacocas e ainda menos que me imponham o que eu tenho de gostar. Mas o pior é quererem à força fazer-me acreditar que aquilo que os meus olhos me mostram é pura ficção cientifica. E não é. 

É verdade, existe uma espécie de jogador que as mete todas lá dentro até quando se engana e remata para fora, mas, embora o golo seja o sal do futebol, eu nunca olhei para o típico goleador como o génio da bola. Se é certo que o futebol é golo, a arte e o génio de um futebolista é muito mais do que meter a bola na baliza e o golo artístico, de génio, poucas vezes faz parte do cardápio dos maiores goleadores da história. Há jogadores que só de vê-los correr me encanta e há outros a quem reconheço enorme eficácia mas que pouco ou nada mexem comigo. Exemplo;...
José Luís, o antigo extremo direito do Benfica e da selecção nacional, fazia tudo com extrema elegância e, olhando-o, parecia-me sempre não tocar no relvado! José Luís não corria, parecia levitar. Quem está na história dos maiores goleadores do Benfica é Cardozo, que apesar da tremenda eficácia, nunca ganharia um "concurso de beleza".

A minha equipa de sonho será sempre a do Brasil de Telê Santana, do Zico, Falcão, Éder, Sócrates e Júnior, e nunca a Alemanha vencedora do Lothar Matthäus, Klinsmann, Rudi Völler e Brehme. A minha equipa de sonho será sempre o futebol arte do Barcelona de Guardiola e nunca o futebol robotizado do Inter de José Mourinho!...E os "meus" jogadores são do tipo Diamantino, João Alves, Oliveira, Sousa, Valdo, Balakov, Futre, Rui Costa, Gaitan, Aimar, Krovinovic, Zivkovic, Jonas...são eles que me levam ao estádio.

Tenho na cabeça uma enorme lista de craques, génios da bola, que desde sempre me encantaram...
Mas no Olimpo, onde os demais mortais nunca conseguirão lá chegar;

Lionel Messi - não só capaz de marcar golos como os maiores goleadores da história como de assinar muitos dos mais belos de sempre! Continua a fazer mais assistências para golo do que os melhores "assistentes" de sempre e ninguém como ele terá feito elevar tão alto o nível dos seus companheiros. O mais espantoso é fazê-lo ininterruptamente durante mais de uma década e na esmagadora maioria dos jogos!

Maradona - o único - não fossem as drogas, as lesões e a vida desregrada - com magia nos pés para o igualar, quiçá de ultrapassar!
Pelé - sobretudo pela lenda, pelo que representa para o mundo da bola e pelos títulos mundiais que conquistou. Vi os seus vídeos. Os números são espantosos mas pouco credíveis e tenho como certo que boa parte dos golos que lhe são creditados ou foram estupidamente facilitados - num tempo onde até os marcados em treinos e nas reservas contavam - ou simplesmente inventados...

Depois, Johan Cruyff, que Deus terá imaginado ao mesmo tempo que inventava a magia e a elegância.
Eusébio, um portento de velocidade, habilidade e potencia e...
Roanldo Nazário Lima, a quem as malditas lesões o deixaram à porta dos Céus!

Seguem-se-lhes uma longa lista (inevitavelmente ficarão de fora muitos que não me recordo de momento) de craques que os mais novos apenas ouviram falar. 

Por ordem (mais ou menos) decrescente deixo aqui muitos dos que habitam nas minhas memórias e no meu coração...Chalana, Zidade, Iniesta, Platini, Zico, Romário, Cantona, Bergkamp, Paulo Roberto Falcão, Butragueño, Van Bastem, Neymar, Roberto Baggio, Ibrahimovic, Laudrup, Raúl, Ronaldinho Gaucho, Rensenbrink, Ruud Gullit, Robenn, Guardiola, Hagi, Kaká, Guti, Beckenbauer, Franco Baresi, Xavi, Redondo, Pilro, Rummenigge, Cristiano Ronaldo, Gerd Müller, Maldini, Roberto Carlos, Kenny Dalglish, MacManaman, David Beckham, Ian Rush...

Dos que não vi mas que muito gostaria ter visto jogar; (ordem aleatória) Mário Coluna, José Águas, Simões, José Augusto, Kopa, Yachin, Gheorge Best, Di Stéfano, Garrincha, Tostão, Cubillas, Gento, Jairzinho, Rivelino, Puskás, Bobby Charlton...

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Para desenjoar de onojo & Comp.Lda (parte I)...

"Confrontos e grande confusão depois do treinador do United ter ido ao balneário do City"

O Manchester City derrotou o Manchester Unitd em sua casa e o génio de Guardiola continua a demonstrar porque é que vai ficar na história do futebol mesmo que não consiga bater (algo impossível de acontecer a menos que o mago espanhol se retire precocemente do mundo da bola) todos os recordes de títulos mundiais. Guardiola é o Messi dos treinadores. Não é para os que querem. É para os felizardos que fazem parte de um grupo reduzidíssimo de eleitos.. Fico sempre muito feliz quando o génio se sobrepõe à cobardia táctica, aos truques sujos e à retranca como única forma de ganhar

Em Espanha, José Mourinho conseguiu transformar os confrontos entre Real Madrid e Barcelona numa espécie de "terceira guerra mundial". O que antes eram grandes jogos de futebol passaram a ser uma porcaria vagamente parecida com o jogo da bola...

Depois de ser trucidado futebolisticamente por Guardiola, Mourinho implantou um jogo de pancadaria, jogadores apenas preocupados em não deixar jogar, patadas, agarrões, pisadelas, encontrões e violência sem parar. A partir daí equilibrou os jogos que passaram a ser de guerrilha - antes e depois, nas conferências de imprensa - e de luta livre, dentro do campo. O seu momento alto foi quando meteu o dedo no olho do já falecido Tito Vilanova. Nesse dia cheguei a um ponto em que, simplesmente, desisti de perder tempo a ver aquilo.

Em Espanha José Mourinho arruinou um dos meus passatempos favoritos. Em Inglaterra prepara-se para equilibrar os jogos entre o Manchester United e City recorrendo aos mesmos processos que usou em Madrid. Veremos se as autoridade inglesas são uma porcaria iguais às espanholas, ou, se pelo contrario, o obrigam a jogar limpo. A imagem do grande Manchester United, equipa de ataque e de futebol positivo, está irremediavelmente perdida. É uma pena. José Mourinho tinha tudo para ser grande. Inteligência, comunicação, conhecimentos, cultura. Sairá de Inglaterra como de Espanha; sem Honra nem glória. Será recordado pelos títulos e pelo mau perder. Em nenhuma circunstância pelo bom futebol apresentado e nunca por acrescentar algo de positivo ao jogo. Uma lastima, por assim dizer.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Cartilha do morcão...

Não foi desprovido de interesse este fim-de-semana desportivo...
A bem dizer, e, avaliando pelas correrias desenfreadas que se viram na Luz, no Bessa e em Setúbal, quer-me parecer que o ADoP deu de frosques, preferindo o quentinho da lareira para não perturbar o natural recobro da Champions...

No Voleibol houve Taça de Portugal onde o Benfica eliminou os iluminados do alvalixo que treinam em Santa Maria da Feira. Benfica in - nos quartos de final da Taça - sapos out. O temível cachecol do Benfica sempre a fazer estragos!

Ontem, no Caixa Futebol Campus, também foi dia de derbi, equipas «B». Num jogo onde Hélder Cristóvão manteve a filosofia e o paradigma do Clube, o treinador dos lagartos viu-se obrigado a apostar em metade da equipa principal, e o que é melhor, a ter de elogiar a arbitragem num jogo que perdeu! A aberrante expulsão de Gedson Fernandes e a cobarde agressão de que foi alvo por parte de Mauro Riquicho talvez ajudem a explicar o fenómeno! 2-1 para o Benfica e o temível cachecol que não os deixa sossegados...

Em Setúbal, com o ADoP de pantufas, não houve Felipe vale tudo mas apareceu o vale tudo para o Aboubakar! Assim, sim. Estão de regresso a paz do senhor e o VAR que os voltou a encantar! Foi tudo tão bom que os três facínoras do tribunal de onojo conseguiram transformar, por unanimidade, um empurrão do prodigioso Aboubakar que toda a gente viu num penalti a favor do clube da fruta que mais ninguém viu!!! Não param de acontecer os milagres de Contumil. Os penaltis a favor do foculporto e o Aboubakar sempre a mil!

A cartilha dos morcões; - «O mundo está surpreendido com a nomeação de João Capela». Anos atrás, José Mota (no Gil Vicente) afirmou aos pés-de-microfone que uns amigos da Austrália e da França lhe tinham telefonado surpreendidos com a nomeação de João Capela para o duelo contra o Benfica. Lembro-me, até, de ficar muito bem impressionado com o moço. Jamais me passaria pela cabeça que o morcão soubesse o que era um telefone quanto mais saber atendê-lo! 

Sérgio Conceição lê pela mesma cartilha. «até houve um jornalista que trabalha em França e me ligou que teve uma expressão curiosa: 'Nas últimas semanas, o FC Porto parece uma equipa estrangeira a jogar em Portugal'.»
É muito fraquinho este Sérgio morcão. Nem um pobre canguru conseguiu arregimentar para o seu vasto lote de amizades. Quanto ao jornalista francês, percebe-se que os seus conhecimentos em geografia estão ao mesmo nível da inteligência do Mota. Bastava-lhe fazer um telefonema para qualquer parte do país Portugal para perceber que a região de Contumil ainda funciona como no Condado Portucalense; com uma justiça só deles e leis que foram pensadas exclusivamente para eles...

Ontem, observando o diluvio em Setúbal, não pude deixar de me lembrar da farsa de Pedro Proença, em Dezembro de 2012, à procura de um bocado de terreno empapado que lhes evitasse a chatice de jogar debaixo do temporal. E quem não se recorda dos jogadores do foculporto já no autocarro a comer o farnel que tinham levado preparado de casa. Também houve muitos abraços entre treinadores das equipas. O morcão José Mota, agora sem telefonemas internacionais a queimar-lhe o neurónio, e o Vitó da mosca por parte do fcoculporto.

Depois da goleada e dos abraços sentidos a José Couceiro, Sérgio morcão surgiu aos jornalistas sem qualquer vontade de questionar árbitros ou de contestar erros de arbitragem."nestes jogos é que se ganham campeonatos"... atirou aos pés-de-microfone, radiante com a goleada aplicada ao VAR de serviço. Eu confesso que fiquei um bocado confuso com esta farofa do Sérgio. Como já só tenho memórias do Tetracampeonato do Benfica, quis perceber o que é o treinador do clube da fruta pretendeu transmitir à plebe...

Eis os resultados das ultimas quatro visitas do foculporto em Setúbal, épocas vitoriosas do Tetra benfiquista e onde o clube da fruta ganhou mais ou menos o mesmo que a Maria ganhou no meio do centeio quando se baixou de costas em frente do Ti Zé do colhão cheio;

2013/2014 - 1-3
2014/2015 - 0-2
2015/2016 - 0-1
2016 /2017 - 0-0
2017-2018 - 0-5

Como se verifica, esteve muito bem o Sérgio morcão. De facto, tem sido nestes jogos, em Setúbal, que o clube da fruta tem perdido os últimos campeonatos! Como se lesse um guião à laia do Mota, o mesmo nos afiançava o avençado da sportv no lançamento do jogo, ''esclarecendo'' os telespectadores menos informados que o Bonfim é um "campo tradicionalmente difícil para o foculporto".
Se pensarmos que desde 1982/83 o clube da fruta não perdeu qualquer jogo em Setúbal mais se percebe a argucia do treinador do foculporto e o apurado profissionalismo do comentador da sportv. Setúbal - ao contrario do que os resultados deixam transparecer - não é, afinal, uma coutada do clube da fruta. Jorge lagarto diria que é coisa de «atrasados mensais que só dizem asneiras». Eu olho para estes borra-botas e só consigo imagina-los como os dióspiros maduros empilhados nas fruteiras. 

Dos jornais - GATTUSO ARRASA ANDRÉ SILVA: «HÁ QUE RESPEITAR A CAMISOLA DO MILAN!» 
Mais um passe para os painéis publicitários! Continua uma desgraça este Renato Sanches!

domingo, 10 de dezembro de 2017

Ivo Vieira, uma espécie rara que eu pensava estar extinguida!

"Malta, houve um bom jogo ou não? Hoje as baterias estão todas viradas para o video-árbitro?... Houve aqui um jogo fantástico, aberto, com oportunidades para ambos os lados e isso é que é de salientar"

Ao longo da minha vivência desportiva raramente tive oportunidade de elogiar um treinador adversário. Não por não lhes reconhecer capacidade profissional mas porque até agora - Rui Vitória incluído (ao serviço do Guimarães e Paços de Ferreira teve declarações deploráveis nos jogos contra o Benfica) - nunca tinha escutado alguém com esta grandeza de espírito! Já não há memória de um treinador adversário admitir que o Benfica ganhou sem a ajuda dos árbitros. Há sempre um lance esquisito ou um lançamento da linha lateral que modificaria o jogo, um pontapé de canto mal assinalado, uma falta a meio campo que o árbitro não viu...há sempre qualquer coisa extra futebol a impedir os adversários do Benfica de ganhar ao Benfica. Vejam-se as lavagens cerebrais das televisões que mesmo quando o Benfica ganha por 6-0 passam 115mts das duas horas do programa a discutir uma unha fora-de-jogo no quinto golo do Benfica e os restantes 5 a esmiuçar um canto mal assinalado mais as frustrações e as declarações do treinador adversário.

Ivo Vieira parece ser o representante de uma espécie rara que eu tinha a certeza já estar extinguida!! O Homem atreveu-se a não questionar a vitória do Benfica, cobriu de ridiculo os pés-de-microfone que somente o queriam obrigar a falar de arbitragem e ainda teve a ousadia de pretender falar só de futebol!!! Ou a carreira deste moço vai ser muito curta, como gosta de ameaçar esse pequeno chimpanzé assanhado, ou estamos na presença de alguém que não se importa de ser retalhado. Desejo-lhe sorte na carreira. Vai precisar dela. Ah, e já agora, muitos parabéns Ivo Vieira pelo bom futebol apresentado.

Um dia perguntei a um colega lagarto se ele se lembrava de um jogo, e o moço já vê futebol desde mil novecentos e carqueja, onde o Benfica não tivesse sido largamente beneficiado pelos árbitros. Respondeu-me prontamente que não. A seguir perguntei-lhe se recordava alguma partida onde os sapos não fossem extremamente roubados. Um rotundo não foi a rápida resposta que me deu. Era um lagarto mas se eu perguntar a um fruteiro obterei as mesmíssimas respostas. O futebol em Portugal é isto. Não passa disto. Com o Video-árbitro é que era, que o Benfica não iria ganhar mais nenhum jogo. Passados meia dúzia de meses, percebe-se que o video-árbitro só foi criado para beneficiar o Benfica. É a relva, o mau tempo, os vouchers o VAR e os e-mails. Também a CIA, a MOSSAD, o MI5, a UEFA e a FIFA. Não há no mundo organização que não tenha sido criada para beneficiar o Benfica. 

«Tribunal de onojo unânime; golo irregular do Benfica e penalti por marcar a favor do Estoril»
O pasquim oficioso do clube da fruta escolheu como especialistas de arbitragem três dos maiores facínoras de arbitragem de que há memória no futebol português...Com Jorge encornado, José Leirós e Fortunato Azevedo atrás das câmaras a controlar o Tetracampeão Nacional, bastava-lhes recrutar Donato Ramos, Mário Leal e Carlos Calheiros para monitorizar os jogos do foculporto e Sporting e em menos de um fósforo teríamos animação a sério com o Benfica aflito para não descer na segunda Liga. 

A desonestidade destes trastes vai ao ponto de considerar que ficou um penalti por marcar contra o Benfica quando o golo do Estoril nasce precisamente na sequência do lance. Se é verdade que Fejsa cometeu mesmo grande penalidade, também é verdade que o jogo não parou até a bola entrar na baliza de Varela. Só então o VAR poderia intervir.

Na opinião destes especialistas de arbitragem, o Estoril marcava o seu golo e a seguir ainda tinha direito a um penalti!
Dois golos no mesmo lance!!! Essa é a liga que eles querem ver de regresso. Discutir se o Sálvio tinha parte da piroca, a unha do pé ou a ponta do nariz adiantado no segundo golo do jogo, entronca no mesmo grau de demência cronica que levou Jorge encornado a considerar que Luisão cometeu um penalti contra o Benfica ocorrido na área do Arouca!